© 2020, Matx Academy

Search
  • Felipe Cavalcanti

Dicas para aumentar a produtividade

É bastante disseminada a idéia de que devemos começar a resolver os problemas mais importantes e complexos da nossa lista de tarefas. Eu discordo.


Na minha experiência, é fundamental termos uma sensação de que as coisas estão andando. Como sempre digo, o sucesso nos motiva. Ver as coisas andarem nos motiva.

Por isso, sempre inicio meu dia fazendo coisas simples, ações com início, meio e fim, e que podem ser completadas rapidamente. Nada substitui a sensação de ticar várias ações e vermos que já fizemos bastante coisas em pouco tempo.


Para que isso aconteça precisamos desmembrar as ações na maior quantidade de subitens possível. Não adianta colocar como tarefa “Aumentar as vendas”. Você precisa coloca itens detalhados, como “Pesquisar preços dos concorrentes”, “Contratar vendedor na região X”, etc.


Uma ação muito ampla faz a gente ficar paralisado, sem saber por onde começar. É igual a arrumar o quarto ou seu escritório. Dá desânimo de começar, mas se você estabelece pequenas ações, como arrumar a gaveta e organizar as camisetas, você terá mais chance não só de deixar de postergar e iniciar, mas também de arrumar o quarto ou escritório todo, já que após a inércia inicial, você vê as coisas andando e acaba pegando tração.


Outra técnica que utilizo, tanto para minhas ações pessoais, quanto na gestão de projetos, é separar os assuntos em simples, complicados, complexos e caóticos. Essa técnica só reforça os argumentos acima, pois os assuntos simples geralmente envolvem poucas pessoas, poucos recursos e têm início, meio e fim. Na outra ponta, os assuntos complexos e caóticos envolvem muitas pessoas, muita energia e muito tempo para serem resolvidos. Na minha opinião, se resolvemos muitos problemas simples, conseguimos um incremento fantástico, especialmente por muitas vezes eles serem parte dos problemas complicados, complexos e caóticos.


Outro critério que uso é fazer o que estou afim naquele momento. Parece pouco “técnico”, mas funciona muito bem. Tente fazer isso e vai ver como além de ser produtivo, você ainda ficará feliz.


Mais um critério que aprendi desde cedo a adotar na hora de escolher o que fazer é o de enfrentar de frente aquilo que está me causando ansiedade. E aqui não estou falando necessariamente de grandes problemas, mas de tudo aqui que fica martelando na sua cabeça. Podem ser pequenas bobagens, mas você precisa resolvê-lo logo. Obviamente que deve também ser prioritário na hora de enfrentar os grandes problemas da sua vida.


Temos ainda aqueles dias e momentos em que você não está com nenhuma disposição, está desanimado, dormiu mal e não quer enfrentar nenhum problema. Nesses momentos, o melhor mesmo é relaxar, aceitar e, em vez de ficar navegando pela internet, realizar pequenos assuntos menos importantes e que você geralmente não prioriza no dia a dia e que acabam se acumulando. Podem ser tanto profissionais, quanto pessoais. Não se culpe. Vão existir momentos assim. Aproveite eles.


Por fim, deixo com vocês minhas dicas de planejamento de resolução de tarefas e ações. O primeiro passo é você elencar no final de semana ou na segunda cedo quais as ações que você quer executar durante a semana. Inclusive, sugiro que você elenque cinco ações prioritárias que você não pode deixar de finalizar nesse período. Feito isso, é fundamental atualizar essa lista todos os dias da semana e mesmo durante o decorrer do dia. Obviamente, que você só conseguirá fazer isso se tiver um aplicativo de lista de tarefas. Tem vários ótimos. O que uso atualmente é o Things, bastante simples. Outros que são ótimos e mais robustos, e indicados não só para uso pessoal, mas também para gestão de equipes, são o Todoist e o Wuderlist. Caso você não queira nada tão sofisticado, pode usar ainda o Google Keep ou os próprios blocos de notas do seu smartphone, que muitas vezes veem com função de lista de tarefas.

13 views