Pérolas de sabedoria 2019

Atualizado: Jun 22

Se você não teve tempo de ler os meus textos durante o ano, fiz um resumo das suas idéias e pontos centrais. Uma grande oportunidade de ter acesso a um conteúdo de qualidade de maneira objetiva. Essas sãos as idéias que ficaram após espremer os textos que escrevi ao longo do ano.


A única característica das pessoas bem-sucedidas é que nenhuma delas desistiu.

Está em dúvida se deve desistir ou continuar tentando? Responda a si mesmo:


· Se você acredita,

· Se gosta do que faz,

· Se sabe fazer,

· Se faz sentido econômico,

· Se faz parte de um propósito maior em sua vida,

· Se acha que o esforço vale à pena,

· Se o esforço requer habilidades superiores às minhas capacidades

· Se você tem os recursos necessários.


Quando estiver em dúvida, não responda apenas mentalmente, mas escreva as respostas. Isso ajuda muito a organizar as idéias.


Esqueça a Lei de Gérson de tirar vantagem.


Use a sinceridade e a geração de confiança como estratégias de negócio. Do mesmo jeito que o dinheiro é a moeda dos negócios, a confiança é a moeda das relações.

Doe, doe e doe. Doe novamente. Não peça nada em troca.


Faça como as Startups e pivote a sua vida sempre que necessário. Não está funcionando? Reinvente-se. Ouviu seu chamado? Reinvente-se.

Descobriu sua paixão, sua vocação? Persevere, não desista.


O que motiva as pessoas é ver que as coisas estão saindo do lugar e perceber as pequenas conquistas e sucessos do dia a dia. Ou seja, quando você vê que as coisas estão melhorando, que seu esforço está valendo à pena e que você está se aproximando de suas metas, você automaticamente se sente estimulado.


Esses são os meus aplicativos favoritos de listas de tarefas e gestão de projetos, por ordem de simplicidade: Things, Todoist e Trello.


Não organize sua agenda por hora. Quem hoje em dia tem apenas um compromisso por hora? Organize-a dividindo as ações em (a) Reuniões, (b) O que fazer e (c) Ligações.

Não deem tanta importância aos dons e talentos inatos. Eles podem garantir que você saia na frente dos demais, mas o que determinará o seu lugar na chegada é o esforço, disciplina e a garra.


Foque em fazer com o máximo de perfeição as pequenas coisas, secundárias, em vez de pensar no todo grandioso. É assim que os artesãos trabalham e é isso que o levará a grandeza.


Quer parar de procrastinar o enfrentamento de assuntos difíceis que você tem adiado? Elenque-os e resolva-os sem falta no decorrer desta semana.


Sempre que penso em ter de encarar um problema, lembro que enfrentar um problema é como ter vontade de urinar de noite. Tem que levantar logo e ir ao banheiro, senão você nem dorme, nem urina. A mesma coisa acontece na hora de enfrentar problemas. Se você não enfrenta, não tem sossego e nem resolve ele. Parta para cima, resolva e volte a dormir o sono dos justos.


“A diferença entre a mente criativa e a não criativa, portanto, não é que a pessoa criativa tenha pensamentos diferentes, e sim que leve mais a sério o que lhe passa pela cabeça. O que lhe permite fazer isso é a capacidade de resistir ao medo da humilhação. A mediocridade é o resultado de deixar-se guiar mais pelo que os outros dizem e fazem do que pelos pensamentos e sensações que circulam em nossa mente. ” – The School of life


Quer conquistar a confiança do seu chefe?


· Pense como dono e não como funcionário;

· Nunca diga para o seu chefe que está tudo bem sem estar;

· Seja sempre o primeiro a dar a má notícia;

· Não esconda nada do seu chefe;

· Tome decisões similares às que o seu chefe teria tomado;

· Fale para o seu chefe sobre suas falhas e dúvidas;

· Avalie se existe um “fit” cultural e visão do mundo compatíveis com seu chefe;

· Fale o que pensa, se posicionando e defendendo sua opinião mesmo ao discordar do seu chefe;

· Não gostou de algo que seu chefe fez ou disse com você. Dê o feedback o mais rápido possível.


Mais importante do que saber o que quer é saber o que não quer.


Muitas vezes achamos que mudar é a exceção, mas na verdade ficar estático é que é a exceção.


A maioria das pessoas não pratica hoje a mesma atividade profissional do seu início de carreira e não segue a profissão na qual se formou.


Trace objetivos mais de acordo com quem você é hoje e com quem você quer ser no futuro e não de acordo com quem você era a 10 anos.


Não precisa dar grandes passos, arriscados. Pode começar devagar, mas comece.

Construa seu futuro em paralelo com suas atividades atuais. Gaste 5% do seu tempo nesse futuro. Aproveite as noites e finais de semana. O importante é definir onde você quer ir e começar a caminhada.


Não tenha medo de pivotar, mudar o rumo da sua vida pessoal ou profissional.

Com o aumento da expectativa de vida, as pessoas não só viverão mais, como viverão muito melhor e produtivamente.


O que são um, dois, três ou quatro anos gastos para fazer uma nova faculdade ou curso de especialização dentro de um expetativa de vida de 85 anos? Você não precisa fazer isso somente aos 18 anos. Pode fazer aos 30, 40, 50, 60 ou 70 anos. Ainda vai ter muita vida pela frente.


Veja quantas coisas legais você pode aprender em apenas quatro meses: fotografia, marketing digital, design, edição, malabarismo, stand up comedy, kite surf, e por ai vai..

Reinvente-se não enquanto é tempo, mas por que você tem tempo.


Com o sucesso e fortalecimento da empresa cada vez mais o foco do empreendedor deve ir migrando da operação para a gestão e dessa para a estratégia.


O papel do líder não é “botar a mão na massa”, mas ser o “farol” da empresa.

Quando a empresa realmente cresce e adquire escala, o papel do empreendedor passa a ser prioritariamente o de liderança, o que inclui definir a visão e a direção da empresa, o alinhamento e motivação entre as pessoas e departamentos (é o famoso colocar todo mundo para remar na mesma direção), antecipar tendências, fazer benchmarking e fechar grandes negócios.


O papel do gestor é olhar para dentro e para baixo, o papel do líder é olhar para frente e para cima


É fundamental em momentos de crise haver uma divisão ainda maior entre gestão e liderança. A tendência é de que todos fiquem presos na espiral de problemas e sem ânimo para pensar no futuro ou construir soluções. Passa a ser uma gestão passiva, tentando resolver problemas e apagar incêndios. Assim, é fundamental haver uma gestão operacional cuidando desses problemas enquanto o líder corre atrás de achar soluções, aumentar as vendas, fazer parcerias e encontrar funding.


Tem muita coisa para fazer? Inicie resolvendo as coisas simples, ações com início, meio e fim, e que podem ser completadas rapidamente. Nada substitui a sensação de “ticar” várias ações e vermos que já fizemos bastante coisas em pouco tempo.


Desmembrar as ações na maior quantidade de tarefas possível. Uma ação muito ampla faz a gente ficar paralisado, sem ânimo ou sem saber por onde começar.


Na hora de resolver pendências separe os assuntos em simples, complicados, complexos e caóticos. E obviamente comece pelos simples.


Algo está lhe causando ansiedade, seja um assunto importante, seja uma bobagem? Encare e resolva.


A cada semana elenque de três a cinco ações prioritárias que você não pode deixar de finalizar ne período.


Os maiores problemas de desentendimentos que temos não são com pessoas com mau caráter, mas com pessoas de bom caráter ou que assim se veem.


Mesmo as pessoas mais honestas e decentes sempre têm um viés na memória que é sempre favorável aos seus interesses. Raramente eu vejo alguém se lembrar de algo que seja negativo para si próprio.


Acionem todos os seus alarmes quando você encontrar uma pessoa que fica o tempo todo afirmando que é séria e honesta. Na minha experiência, quem fica afirmando isso o tempo todo, em especial na fase de “namoro” e negociação, tem algum conflito mal resolvido internamente e quer tanto convencer você como a si mesmo de que é uma pessoa séria e de bem.


Conforme uma pessoa vai crescendo na vida, ela simplesmente passa por um processo de superação de desafios e de aprendizagem de como lidar com os problemas. Problemas que ontem eram um desafio e causavam muito stress e insegurança, passam a ser banais e a pessoa já sabe como lidar com eles quando acontecem novamente.


Conforme as pessoas vão mudando de nível e mais alto vão chegando do topo do mundo corporativo, mais recursos temos para lidar com problemas, como equipe capacitadas, disponibilidade financeira e processos organizados.


Poucas coisas são mais propensas a levar alguém para o fracasso e para uma vida mal resolvida, sem paz, do que colocar a culpa do que acontece em outras pessoas ou situações, até porque quando colocamos a culpa nos outros não tem nada que possamos fazer para resolver a situação, já que ela depende de outra pessoa ou de um fator externo.


Quando assumimos a responsabilidade por tudo o que acontece nas nossas vidas, a solução do problema está conosco, depende de nossas decisões, pensamentos e ações.

A vida é como uma partida de pôquer, onde não temos como controlar as cartas que recebemos, mas podemos controlar o que fazemos com ela.


É libertador assumir a responsabilidade por tudo o que acontece em sua vida.

Copiar a idéia de uma pessoa, é imitação. Mas combinar várias fontes independentes de conhecimento e criar algo novo, com uma perspectiva única, isso é criação, é criatividade.


É muito importante para a criatividade e inovação estudar e ter curiosidade sobre assuntos que não tenham qualquer relação com nossa atividade principal.

Os inputs são processados por nosso ser único, com visões, interesses, limitações que ninguém mais no planeta terra possui iguais, o que torna os nossos outputs também únicos.


O antídoto contra a imitação e o elixir da criação é colocarmos nossa personalidade nos inputs que recebemos.


Explore o que tem de único em você e imprima sua personalidade no que você faz. Produza, crie, escreva, divulgue algo que você goste, tenha interesse e não algo que tente agradar a todos.


É muito melhor ter alguns poucos que amem o que você faz do que várias pessoas que não valorizem ou não desenvolvam uma conexão com seu trabalho ou suas idéias.

Conexões por afinidade de idéias são muito mais poderosas e levam a uma vida muito mais plena do que as conexões determinadas por razões geográficas.


Não tenha vergonha de usar as informações e conhecimentos que lhe antecederam, mas o faça combinando-os de uma maneira que lhe interesse diretamente, colocando sua perspectiva pessoal, que eu lhe asseguro que o resultado será único.


Coisas que você deve priorizar:


· Se dedicar mais à família e aos amigos.

· Focar mais em “ser” do que em “ter”.

· Ser feliz em vez de ter razão.

· Foco em se realizar.

· Fazer coisas que tem prazer.

· Ajudar as pessoas.

· Ensinar

· Ser mais seletivo.

· Gerenciar melhor o tempo.


Coisas que você deve evitar ou não se preocupar tanto:


· Gerenciar e viver a vida dos outros, especialmente familiares, quase sempre filhos.

· Se preocupar com o que as pessoas pensam a seu respeito.

· Intrigas.

· Aquisição de bens materiais.

· Necessidade de se provar e de “se amostrar” para terceiros.

· Vaidade

· Menos foco na “fachada” e mais na essência.


A fonte das frustrações são as expectativas altas.

É impressionante a capacidade que temos de não valorizar o que temos e quem somos. O grande ingrediente para alcançar a paz interior é a gratidão. Pare de se lamentar por tudo o que você gostaria de ter ou ser. Só vai trazer miséria e rancor para a sua vida.

Pare de idealizar os outros. Somos todos humanos, com falhas, independentemente das conquistas que tenhamos alcançado.


Sobre como lidar com crise:


1. Reconheça que está em crise;

2. Aceite a sua responsabilidade pessoal;

3. Construa uma “cerca” delimitando o que está bem e o que está mal em sua vida;

4. Peça ajuda. Não tente resolver sozinho;

5. Inspire-se em quem já passou por situações semelhantes;

6. Tenha autoconfiança, tolere as emoções e o stress e tome decisões sensatas;

7. Faça uma auto avaliação honesta;

8. Experiência com crises similares ajuda muito;

9. Paciência. Você não vai acertar de primeira;

10. Seja flexível. Mantenha a cabeça aberta.

11. Avalie se seus princípios e valores vão ajudar ou dificultar a superação da crise;

12. Não ter restrições, como família, problemas de saúde, dinheiro, limitações políticas ou religiosas, ajuda muito a vencer as crises.




49 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

ADIT: reinvenção

A partir de 2011 e 2012 a ADIT iniciou definitivamente uma nova fase. Mais do que se adaptar, foi preciso se reinventar. O mundo que tinha gerado a ADIT tinha deixado de existir. O mercado internacion

© 2020, Matx Academy | E-mail: marketing@matx.com.br